Glossário


Escolha a primeira letra do termo que você quer consultar


  • Gabro
    Rocha plutônica básica, granular, essencialmente constituída por plagioclásio cálcico e augita. Possui coloração escura.

  • g (gama)
    Fator que quantifica a redução da espessura da crosta original em um determinado ponto, quando esta sofre estiramento. Numericamente, corresponde a 1-1/b [vide b (beta)].

  • Ganga
    Parte não aproveitável da massa de uma jazida mineral filoniana. Designação aplicada sobretudo no caso de minérios metálicos

  • Gemologia
    Ciência que estuda a identificação, nivelação, avaliação, modelação e outros aspectos das gemas (Parker, 1989, p. 796)

  • Geocronologia
    Ramo da Geologia que se ocupa da avaliação da idade das rochas e eventos geológicos (Leinz e Leonardos, 1971, p. 91)

  • Geodésia
    Ciência relacionada com a determinação do tamanho e da forma da Terra e a localização de pontos em sua superfície; determinação do campo gravitacional da Terra e o estudo das variações temporais tais como: mares, movimento polar e rotação da terra (Bates e Jackson, 1987, p. 270)

  • Geodinâmica
    Parte da geologia que trata das manifestações dinâmicas do interior da Terra que afetam as características da crosta.

  • Geodo
    Nódulo destacável de uma rocha contendo uma cavidade recoberta por cristais ou matéria mineral. (Sin: Drusa).

  • Geofísica
    1) O estudo da Terra através de métodos físicos quantitativos, especialmente por sísmica de refração e de reflexão e, por métodos gravimétricos, magnéticos, elétricos radiométricos.

    2) A aplicação de princípios físicos aos estudos da Terra, incluindo os ramos da sismologia (terremotos e ondas elásticas), geotermometria (aquecimento da Terra, fluxo de calor, vulcanologia e fontes termais), hidrologia (águas de superfície e sub-superfície, em alguns casos, incluindo a glaciologia), oceanografia, meteorologia, gravimetria e geodésia (campo gravitacional, tamanho e forma da Terra), eletricidade atmosférica e magnetismo terrestre (incluindo a ionosfera, os cinturões de Van Allen, as correntes telúricas, etc.), tectonofísica (processos geológicos na Terra), geofísica de engenharia e geofísica de exploração. (Sheriff, 973, p. 98)

  • Geografia
    Ciência que tem por objeto a descrição da superfície da Terra, o estudo dos seus acidentes físicos, climas, solos e vegetações e as relações entre o meio natural e os grupos. (Ferreira, 1975, p. 687)

  • Geologia
    Ciência que estuda a história da Terra e da sua vida pretérita. As maiores divisões da geologia são a geologia física ou dinâmica e geologia histórica. A geologia física investiga as causas e processos das modificações geológicas, da forma, arranjo e estrutura interna das rochas. A geologia histórica estuda os fenômenos e biológicos do passado

  • Geologia Ambiental
    Aplicação dos princípios e conhecimentos geológicos aos problemas criados pela ocupação e pela exploração do homem ao meio ambiente. Inclui estudos de hidrogeologia, topografia, geologia de engenharia e geologia econômica, além dos processos, recursos e propriedades de engenharia dos materiais terrestres. Relaciona-se com os problemas ligados à construção de edifícios e facilidades de transporte, controle seguro dos resíduos sólidos e líquidos, gerenciamento de recursos hídricos, avaliação e mapeamento dos recursos minerais e rochas e, planejamento físico de longo alcance e desenvolvimento do uso da terra de  modo mais eficiente e benéfico. (Bates e Jackson, 1987, p. 216)

  • Geologia Aplicada
    Usa conceitos e métodos geológicos para pesquisa de problemas específicos como: prospecção e mineração - geologia econômica, água - hidrogeologia, petróleo - geologia do petróleo, verificação das condições geológicas para obras de engenharia - geologia aplicada à engenharia, defesa bélica - geologia militar, etc.

  • Geologia de Engenharia
    Aplicação dos métodos científicos e princípio da engenharia na aquisição, interpretação e uso do conhecimento dos materiais da crosta terrestre, para a solução de problemas de engenharia. Ela abrange as áreas de  mecânica de rochas e muitos aspectos, Geofísica, Hidrologia e ciências correlatas. (Bates e Jackson, 1987, p. 274)

  • Geologia de Petróleo
    Ramo da Geologia relacionado com a origem, migração e acumulação de petróleo e gás natural, bem como a pesquisa, exploração e explotação das suas jazidas (Oliveira, 1997, p. 153)

  • Geologia de Planejamento
    Campo de aplicação do conhecimento geológico em obras de engenharia – barragens, escavações, mineração, obras viárias, portos, canais, edificações e obras de arte; análise ambiental; planejamento urbano e regional; e recuperação do meio ambiente; considerando os aspectos relacionados à geologia, confecção e utilização de cartas geotécnicas e geológicas, e legislação ambiental.

  • Geologia Econômica
    Estudo e análise dos corpos geológicos e dos materiais que podem ser utilizados lucrativamente pelo homem, incluindo combustíveis, metais, minerais, não-metálicos e água,+ aplicação do conhecimento geológico e da teoria para pesquisa e compreensão dos depósitos minerais. (Bates e Jackson, 1987, p. 206)

  • Geologia Estrutural
    Ramo da Geologia que estuda a forma, arranjo e estrutura interna das rochas, especialmente a descrição, representação e análises das estruturas, principalmente de escala moderada à pequena. É similar à Tectônica mas, esta é geralmente usada para regiões mais amplas ou fases históricas. (Bates e Jackson, 1987, p. 653)

  • Geologia Física
    Divisão ampla da Geologia que trata dos processos e forças envolvidos na evolução inorgânica e na morfologia da Terra, dos seus minerais constituintes, rochas, magmas e materiais do núcleo. (Bates e Jackson, 1987, p. 501)

  • Geologia Glacial
    Estudo das feições geológicas e efeitos resultantes da erosão e deposição, causados por geleiras ou sob glaciação. (Bates e Jackson, 1987, p. 277)

  • Geologia Histórica
    Ramo da Geologia que se preocupa com a evolução da Terra e suas formas de vida desde sua origem até os dias atuais. O seu estudo inclui investigações de Estratigrafia, Paleontologia e Geocronologia, considerando os paleoambientes, os períodos glaciais e os movimentos de placas tectônicas (Bates e Jackson, 1987, p. 309)

  • Geologia Isotópica
    Estudo e aplicação da radioatividade e estabilidade dos isótopos, especialmente sua abundância para a Geologia. Inclui o cálculo do tempo geológico e a determinação da origem, mecanismos e condições dos processos geológicos através dos isótopos (Bates e Jackson, 1987, p. 349)

  • Geologia Marinha
    Estudo das margens e do fundo oceânico, incluindo descrições da topografia, composição dos materiais do fundo, interação de sedimentos e rochas com o ar e a água do mar, os efeitos dos movimentos do manto no fundo oceânico e a ação da energia das ondas na crosta submarina da Terra (Parker, 1989, p. 801)

  • Geologia Regional
    Geologia de qualquer área relativamente extensa, considerada do ponto de vista da distribuição espacial e da posição das unidades estratigráficas, das feições estruturais e das formas da superfície. (Bates e Jackson, 1987, p. 558)

  • Geomecânica
    Designação mais ampla que o conceito de mecânica das rochas, pois se refere ao ramo de ciência que estuda, sob os aspectos teórico e aplicado, o comportamento mecânico de todos os materiais geológicos - solos e rochas, e as suas reações aos campos de forças que se manifestam sobre o respectivo ambiente físico.

  • Geomorfologia
    Ciência que estuda as formas de relevo, tendo em vista a origem, estrutura, natureza das rochas, o clima da região e as diferentes forças endógenas e exógenas que, de modo geral, entram como fatores modificadores do relevo terrestre (Oliveira, 1993, p. 242)

  • Geoprocessamento
    É o conjunto de metodologias que visa a Análise Espacial de Dados Georreferenciados utilizando tecnologias de Sistemas de Informações Geográficas (SIG) e Sistemas de Análise de Imagem (SAI), integrados à Sistemas de Gerenciamento de Bases de Dados, relacionais ou não (RDBMS, DBMS), visando a construção de modelos da realidade e, com o objetivo de dar suporte ao planejamento e à tomada de decisões, através de visualização e/ou monitoramento dos fenômenos relacionados ao Meio Físico e Biótico. (Branco, set/1998 - CPRM)

  • Geoquímica
    Como definido por Goldschmidt (1954) é o estudo da distribuição e quantidade dos elementos químicos nos minerais, minérios, rochas, solos, água e atmosfera; da circulação dos elementos na natureza, com base nas propriedades dos seus átomos e íons. Também é o estudo da distribuição e abundância dos isótopos, incluindo problema da freqüência e estabilidade nuclear no universo. Tem como um dos seus principais interesses a avaliação sinóptica da abundância dos elementos na crosta terrestre e as principais classes de rochas e minerais (Bates e Jackson, 1987, p. 269)

  • Geossinclinal
    Área subsidente da crosta terrestre (bacia) na qual se acumulam pacotes vulcano-sedimentares com espessuras de milhares de metros; termo proposto por Dana (l873). Com o advento da Tectônica de Placas, os processos associados aos geossinclinais foram interpretados como relacionados à abertura e fechamento de um oceano.

  • Geossutura
    zona linear limítrofe de colisão litosférica, quando esta envolve massas continentais e/ou arcos de ilha; zona limítrofe entre unidades geotectônicas contrastantes da crosta continental, que se configura, em muitos lugares, como uma grande falha de que estende através de toda a espessura da crosta. Megassutura é um termo de significado geotectônico mais amplo, que abrange não apenas os cinturões de dobramento ou cinturões orogenéticos, mas também inclui as profundas bacias que lhes estão associadas. Sin.: Sutura.

  • Geotectônica
    Estudo da deformação da crosta terrestre, em escala global, nos seus aspectos dinâmicos e genéticos. Sin.: Tectônica Global.

  • Geotermometira
    a) Estudo do calor e fontes de calor da Terra incluindo a temperatura e os seus efeitos nos processos químicos e físicos e na vulcanologia.

    b) Determinação da temperatura de equilíbrio químico da rocha, mineral ou fluído. (Bates e Jackson, 1987, p. 274)

  • Gerenciamento dos Recursos Hídricos
    Processo dinâmico ambientalmente sustentável que trata da organização e compatibilização dos diversos usos setoriais dos recursos hídricos, tendo como objetivo uma operação harmônica e integrada das estruturas deles decorrentes.

  • Gestão das Águas (sinônimo Administração das Águas)
    Planejamento da distribuição e utilização dos recursos hídricos.

  • Gestão de Resíduos Sólidos
    Conjunto de atividades, tal como geração, armazenamento, coleta, transporte, tratamento e disposição final dos resíduos, de acordo com suas características, para a proteção da saúde humana, recursos naturais e meio ambiente.

  • Gnaisse
    Grupo de rochas metamórficas originadas por metamorfismo de catazona, de textura orientada, granular, caracterizada pela presença de faldspato, além de outros minerais como quartzo, mica, anfibólio.
    Rocha muito comum no embasamento cristalino brasileiro.

  • Gráben
    Bloco abatido, relativamente alongado e estreito, limitado por falhas normais. Sua definição original (Suess, 1885) referia-se à feição geomorfológica muito mais do que à tectônica.

  • Granitização
    Processo de transformação de rochas pré-existentes em rochas de caráter semelhante ao do granito, sem ter havido um estágio magmático intermediário.

  • Granito
    Rocha plutônica, ácida, granular, essencialmente constituída por quartzo e feldspatos alcalinos e, acessoriamente por biotita, muscovita, piroxênios e anfibólios. Possui coloração clara.

  • Granodiorito
    Rocha plutônica, ácida, granular, de composição intermediária entre o adamelito e o quartzo diorito, constituída por plagioclásio, quartzo e feldspato potássico; com biotita, hornblenda e, mais raramente, piroxênio.

  • Granulação
    Aspecto da textura de uma rocha ligada ao tamanho dos seus componentes. É subdividida em: microcristalina, com grãos não reconhecíveis a olho nu; fina, com tamanhos até 1 mm; média, de 1 - 10 mm; grossa, com grãos de 10 - 30 mm.

  • Granulito
    Rocha metamórfica equigranular, sem minerais micáceos ou anfibólios e, portanto, sem xistosidade nítida. Produto de metamor-fismo regional do mais alto grau.

  • Granulometria
    Medição das dimensões dos componentes clásticos de um sedimento ou de um solo. Por extensão, composição de um sedimento quanto ao tamanho dos seus grãos. As medidas se expressam estatisticamente por meio de curvas de freqüência, histogra-mas e curvas cumulativas. O estudo estatístico da distribuição baseia-se numa escala granulométrica.
    (Sins: análise granulométrica, análise mecânica).

  • Grauvaca
    Rocha sedimentar constituída de fragmentos arenosos, geralmente quartzo, e quantidade significativa de material argiloso.

  • Gravimetria
    Método de prospecção geofísica cuja finalidade é investigar estruturas geológicas através do conhecimento das variações do campo gravitacional da Terra produzidas por irregularidades na distribuição de massa nas partes superiores da crosta terrestre.

  • Gretas de Contração
    Fendas em sedimentos de granulação fina, heterogêneos, inicialmente supersaturados de água, formados por evaporação e aumentam em extensão e largura com o grau de ressecamento. Essas estruturas sedimentares servem para indicar topo e base de seqüências estratigráficas.

  • Gruta
    Cavidade natural, relativamente grande, com ou sem abertura para a superfície. Sin.: caverna.

    topo